Nota Oficial repudia nomeações no Ministério do Trabalho

Instituto defende critérios éticos e técnicos na escolha de ministro do trabalho

O Instituto Trabalho Digno, entidade de estudos e pesquisas formada por auditores-fiscais do trabalho, dedicado à promoção do trabalho digno, publicou Nota Oficial repudiando a nomeação da deputada Cristiane Brasil para ministra do Trabalho, considerada pela Justiça como um desrespeito à moralidade administrativa. A entidade exige que o governo revogue a nomeação da deputada e do seu ex-assessor, Helton Yomura, que está atuando como secretário executivo e ministro interino.

Segundo a nota, “a nomeação de ministros como tem sido feita para 
a pasta gera descalabros, como a do ex-ministro que decidiu destruir a política de combate ao trabalho escravo, a tentativa de ocupação de cargos da Inspeção do Trabalho por arrivistas e o loteamento dos cargos de Superintendente Regional por pessoas sem a mínima condição para tal e sem vínculo institucional, prática nefasta comum a todos os governos que já comandaram o país”.
 
Citando a crise da Caixa Econômica Federal, o Instituto Trabalho Digno defende que a escolha do novo ministro recaia sobre um servidor público da pasta, com ilibada reputação e notório saber em assuntos trabalhistas.

2 respostas para “Nota Oficial repudia nomeações no Ministério do Trabalho”

  1. Comparadas não vejo tanto desssespero e revoltar com relação a nomeação de um ministro do trabalho. Como podemos resolver uma instituição como o ministério do trabalho. Onde já não existem mais fiscalização não existe mais inspeção do trabalho. Praticamente acabaram com este órgão tão importante. Não vejo hoje em dia está importância para ser um representante máximo deste órgão. Que pra mim praticamente não existe na prática.

    1. É mais uma nomeação absurda que atende a critérios meramente partidários. Quanto à Inspeção do Trabalho, há uma ação deliberada de boicotar a sua atuação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.