Instituto e Auditores Fiscais do Trabalho pedem o veto

Aumentar a pressão contra o amianto!
O governador da Bahia, Rui Costa, ainda não vetou o dispositivo da lei que favorece o lobby do amianto na Bahia, a conhecida Emenda Dow.
O Sindicato dos Auditores Fiscais do Trabalho da Bahia – Safiteba e o Instituto Trabalho Digno publicaram “nota paga” no jornal Correio da Bahia (pg. 8, dia 22/12/2017) pedindo o veto visando proteger os trabalhadores e a população do cancerígeno.

Eis o texto da nota:

Carta Aberta ao Governador da Bahia

Após o Supremo Tribunal Federal proibir em definitivo a utilização do amianto no Brasil, por ser material cancerígeno, a Assembleia Legislativa da Bahia aprovou o PL 20.985/2014. Esta norma permitiria a utilização de estoques da fibra na Bahia até 2026.

Está comprovado cientificamente que a simples exposição ao amianto pode causar câncer em trabalhadores, consumidores ou moradores vizinhos a locais onde se manipula esta fibra e produtos que a contêm.

Assim, solicitamos ao Exmo. Senhor Governador Rui Costa que vete o texto inserido no PL 20.985/2014 que permite o uso. Está em suas mãos a possibilidade de livrar a Bahia deste cancerígeno já banido em todo o país.

Salvador, 21 de dezembro de 2017.

Instituto Trabalho Digno

Safiteba – Sindicato dos Auditores Fiscais do Trabalho no Estado da Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.